COMPANHIA DE CAVALARIA 2650 «A INFERNAL»



Dia 1 de Abril, ( dia de luto)

Um grupo de combate (+ou-25un.).da ccav. 2650, foi fortemente emboscado por Gr. In.estimado em número de 60 un. Bem armados e com forte poder de fogo, causaram 5 mortos e 2 feridos graves às NT.


O QUE ACONTECEU, NA FATÍDICA EMBOSCADA DE 1 DE ABRIL 1971,

VISTO  PELO  NOSSO  CAMARADA , CABO ENFERMEIRO ARTUR CARVALHO

 

     Foi numa tarde  do dia 1 de Abril de 1971 que realmente chegamos a conhecer e saber o que é ser-se muito incapaz de fazer o que fosse para trazer á vida os nossos colegas de Batalhão,  António Franco, Fernando Diogo, Manuel Elias, João Barradas e o Salvador Alves. Como também o Sargento…e o cabo…que foram feridos nesta emboscada e que felizmente se salvaram e hoje estão de boa saúde (espero) Aqui há muita história, desde o pânico dos que viveram esta emboscada até àqueles que foram em seu socorro (nós) …Quando nos preparávamos para uma missão de patrulha no nosso aquartelamento, fomos alertados com um pedido de auxílio feito pela companhia 2650 de que estavam a ser emboscados. Sem perda de tempo e com os equipamentos já preparados saltamos para as viaturas e desalmadamente nos pusemos a andar vertiginosamente para chegar a tempo de salvar os nossos camaradas. Os gritos de guerra naquela viatura eram ensurdecedores o condutor buzinava desalmadamente para afugentar fosse o que fosse, os cabelos voavam ao vento e as armas bem agarradas e prontas a disparar. Todos tinham a mesma ideia, chegar a tempo…chegamos…e deparamos com o pior cenário já visto…nem nos filmes de terror conseguíamos ver aquele cenário de horror e medo…Jaziam no chão ao lado das viaturas, sem as suas roupas e esquartejados com catanas…tinham muitos golpes e terra nos seus corpos por serem virados bruscamente para lhe retirarem as roupas e calçado…Confirmei de que estavam mortos, não havia feridos, eram 6 ao lado do primeiro unimog e o segundo estava completamente crivado de balas. Foi uma emboscada para matar toda a gente ou mesmo capturar, estávamos muito perto do Congo e seria muito fácil transporta-los para lá. Os turras não contavam com a nossa rapidez, nunca pensaram que em tão pouco tempo estávamos preparados para enfrenta-los e tiveram que fugir e fugiram muito rápido. O primeiro unimog estava completamente furado de balas. Neste unimog também houve gente com sorte apesar do azar, pelo que sei houve alguém que ao levantar-se para saltar, uma rajada dirigida a ele arrancou-lhe a G3 não lhe acertando em nada mais. Houve também outro que foge frente de um turra ouvindo “Mata Branco”Mata Branco” até que um colega disparou e acertou no turra que foi levado pelos colegas. Houve muito mais coisas nesta emboscada dignas de registo. Passado o primeiro momento de terror surge a vontade de ódio por aqueles que fizeram isso mas o importante é ver o que se tinha passado. Nesse momento fui chamado pelo camarada Catita Correia, que desesperado me dizia que havia outro morto, ele ao chegar perto do indivíduo deitado e ensanguentado colocou-lhe a bota pelas costas para tentar ver como se encontrava e dava a ideia de que estava morto e disse-me: este está morto, era o furriel Chico ou sargento, ajoelhei-me junto a ele e coloquei o ouvido no peito ensanguentado e com alegria senti de que ainda estava vivo, nesse preciso momento ele abre a boca e diz muito baixinho: já estou morto…qual morto qual nada disse eu e rapidamente esvaziei a bolsa de enfermeiro, algodão, agua oxigenada, torniquete, e soro fisiológico, com a tesoura cortei-lhe as roupas e tentei endireitá-lo mas fiquei com a perna nas mãos pois tinha o joelho perfurado, e dei inicio àquilo que foi os momentos mais compridos da minha historia, depois das injecções (11 para diminuir as hemorragias) e muito complicado foi pois não encontrava veia alguma, coloquei-lhe finalmente uma garrafa de soro a correr e finalmente começou a vir a si estava mesmo mal…deixei que os meus colegas tomassem conta dele e fui ver se havia mais alguém que necessitava dos meus serviços quando um militar se dirige a mim dizendo: Sinto-me muito mal, tenho a barriga inchada, depois de uma rápida vista de olhos pareceu-me que não tinha nada pois não vi absolutamente nada e disse-lhe que talvez fosse dos nervos, fiquei preocupado e disse-lhe para tentar urinar e qual não foi o meu espanto quando começou a urinar sangue, logo ai mandei datai-lo e dei inicio a visualizar muito detalhadamente o corpo e reparei na virilha da perna direita tinha uma mancha negra e um pequenino orifício, a bala tinha entrado pela virilha e perfurado a bexiga, fiquei preocupado e fiz o que estava não meu alcance premir o orifício para que não se esvaísse em sangue e aguardei pela evacuação. Depois de dar uma volta mais reparei que o nosso pessoal estava sedento de correr a traz dos (turras) e dar-lhe uma lição de que nunca mais se esqueceriam mas tivemos de dar protecção aos helis que chegaram para fazer a evacuação um dos operadores dos helis era o meu amigo VICTOR de Estarreja, cumprimentei-o e lá foram eles devidamente preparados para a viagem que os levou a Luanda…Dei-me por contente porque cumpri o que me era devido…salvei duas vidas esse dia….não dá para esquecer.

O Enfermeiro Artur carvalho

 

Esta narrativa foi extraída do blogue do nosso amigo, ex-combatente, o cabo enfermeiro Artur Carvalho, da Ccav. 2649 “A OUTRA”.

                               http://xequemate2649.blogspot.com/


 ======================================================================================================================

A minha Companhia, «ccav. 2650 a INFERNAL»

Fazia parte do BCAV.2902

Quando reforçou os Batalhões, «2889 e  2909 «SUS…A ELES» mereceu grandes elogios da parte dos seus respectivos comandantes

como a seguir se transcreve

Esta entrada foi publicada em Organizações. ligação permanente.

2 respostas a COMPANHIA DE CAVALARIA 2650 «A INFERNAL»

  1. Henrique diz:

    Tens-te apurado. O blogue está cada vez melhor. Parabéns. Estive a ver uns slides que tirei na tropa.Há alguns do Lungué Bungo, Cassamba e Sautar-Zona de Malange.Já fui a uma loja de fotografia pedir orçamento. Tenho centenas de slides, civis e militares.Como já não dá jeito ver slides, estou a pensar em passá-los para CD e ver no monitor.Quando estiverem prontos envio os que tiverem interesse parao teu blogue.Cumprimentos.Henrique de Jesus (CART3539-BART3881)

  2. INFERNAL2650 diz:

    Henrique!.. Agradeço os teus comentários, pois são muito importantes para mim….Cá fico esperando as tuas fotos!….Prometo melhorar este espaço, quando tiver mais tempo e conhecimentos destas novas tecnologias, as quais ainda não domino muito bem…Abraço do amigoA.Matos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s