ESPAÇO PARA TODOS OS EX-COMBATENTES DO ULTRAMAR

Esta foto foi cedida pelo nosso camarada, JOAQUIM MARQUES, da Ccaç. 2606, Bat 2889.

Joaquim Marques,,transmissões, da comp.de caç.2606 em Quicua de 1969 a 1971
Caros camaradas da companhia Infernal, foi com surpresa que ao ler o vosso site,
 me recordei do primeiro de Abril de 1971.
A infernal foi uma companhia de intervenção em Quicua ,ao qual ,
Quicua pertencia a comp. de caç.2606,bat. de caç.2889.
Quicua e St. Cruz.
tambem me recordo ir um pelotao da comp. 2606 em auxilio da Infernal,
e quando chegamos foi a consternação de tristeza,
os
corpos estiveram na capela em Quicua até serem repatriados,

tratava-se de uma manhã de muito cacimbo. A comp.de caç.2606 esteve 18
meses em Quicua
 | Eliminar   

Amigo Lemos Pinto, espero que não te importes de ver publicada

a tua narrativa.

Um abraço e os meus agradecimentos.

Lemos Pinto,  é um dos que continua a viver
 o Leste de Angola no dia a
dia.
Continua a ser um dos mobilizadores
da unidade de todos os

militares que estiveram no Luso
e enviou-nos hoje um interessante mail

a lembrar que em 14 de Fevereiro de 1970,
 embarcou no «Pátria» a

caminho de Angola.
Eu também recordo esse dia,
no meu caso sem saudade, mas por

curiosidade porque, depois de ter estado,
 em Janeiro, a bordo do

«Niassa» e de ali não ter tido lugar,
 o que nos obrigou a regressar a

casa, num dia de que não me recordo a data,
 fomos chamados a embarcar

no «Pátria», mas a história voltaria
a repetir-se e lá tive de voltar

para casa, depois de me ter despedido
 da família pela segunda vez, mas

esta peripécia irá ser contada daqui
a quatro dias, quando este blog

comemorar o seu primeiro aniversário.


Recorda o Lemos Pinto:

"14 de Fevereiro, o dia dos Namorados.
 Todos recordamos este dia. Uns

pelos amores, outros nem tanto.
 Mas é uma referência para me lembrar a

data em que embarquei no paquete Pátria,
 ao meio-dia de 14 de
Fevereiro 1970.
 Trinta e cinco anos se passaram.
 Não me lembro se
nessa altura já se comemorava
 o dia de S. Valentim, mas julgo que não.

Lembro-me, isso sim, que nesse dia
 embarcaram um ou dois Batalhões e

90 militares que se encontravam nos Adidos,
 na Calçada da Ajuda, em
Lisboa.
 A maioria ia para o Comando da ZML,
 em rendição individual.

Também recordo que a poucos dias de viagem,
 houve um militar que se

atirou ao mar. Várias horas o navio circulou o local,
 chegando a ser
lançado um salva-vidas,
 mas infelizmente, sem resultado.


"Muitos anos volvidos, talvez há uns dez,
 o acaso fez com que eu
conhece-se o médico que
o tratava o malogrado militar. Falava ele com

vários colegas dele sobre viagens
 e a certa altura o dito médico falou

que tinha ido para Angola no Pátria,
 a 14 de Fevereiro de 1970. Ouvi,

ouvi, e não resisti a tentação de lhe
 perguntar se não foi no navio em

que um militar se deitou o mar?
 Dito isto o médico ficou a saber que

eu também fui passageiro e então disse-me:
 «sabe o que o levou a
deitar-se o mar?
Dizia que ouvia a mãe e a namorada que o estavam a

chamar do mar. O médico chegou a
chamar atenção do comandante do que

podia acontecer... e aconteceu).

"Os dias iam passando. O calor no porão,
 onde pernoitávamos, era

abrasador, as tarimbas muito estreitas,
 não proporcionavam condições

para se descansar, nem para dormir.
 A melancolia ia estampada no rosto

de todos nós, os enjoos que o princípio
 eram muitos, foram passando.

Dez dias depois chegámos a Luanda e,
 posteriormente para o Luso, e ai

começou o relacionamento com os nossos colegas,
 os que foram no
Pátria, os que nos antecederam
 e os que ali chegaram dias depois.
Em
pouco tempo já éramos uma Família.
 Uma família que, passado mais de 35

anos, continuamos a reunir e a conviver.

"Já agora, será que se passaram mesmo 35 anos?

Um abraço para todos
Lemos Pinto

=====================================================

Esta canção foi dedicada a todos os combatentes no ultramar.

Tocava fundo no coração de todos nós.

Muitas lágrimas corriam pelas faces dos bravos militares…

que esperavam ansiosamente o regresso, para abraçarem as

suas mães…mas!…Muitos não regressaram…..

  
Esta entrada foi publicada em Organizações. ligação permanente.

3 respostas a ESPAÇO PARA TODOS OS EX-COMBATENTES DO ULTRAMAR

  1. INFERNAL2650 diz:

    Onde andam…. o Sá Leites, o João, o Moço, o Leandro e os restantes elementos da «INFERNAL»?????Gostava de os ver por aqui!……Apareçam….Digam alguma coisa!…os vossos comentários são muito importantes….Abraço infernal

  2. mancio diz:

    SR Matos obrigado por me ter aguçado a memoria eu pertencia á ccac 3324 tive 18 meses no Luso de intervenção conheci toda essa zona que fala .Estive em Sacassange 6 meses junto á estrada que ia para o Lucusse a 6 km do Luso tal como já lhe tinha falado ,acho muito interessante o blogue o SR afinal já sabe umas coisas disto obrigado pela oportunidade

  3. INFERNAL2650 diz:

    Estou a tentar melhorar o nosso blog. Peço desculpa por algumas anomalias. Já agora agradeço que divulguem este Espaço, pois eu estou a fazer o mesmo, com os outros blogues respeitantes aos ex-combatentes.Um abraço do tamanho do mundo a todos os Veteranos de GuerraANTÓNIO MATOS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s